“Legado do [Rev.] Octávio Fernando…”

José Neto

José Neto

Muitas pessoas, em Angola conheceram ou ouviram falar do pastor Octávio Fernando, muito mais como pregador do que secretário-geral da AEA.
Visto que a função de secretário-geral é essencialmente uma função administrativa, que somente as pessoas que estão a lidar dia a dia, com o mesmo no escritório, o conseguem descrever melhor.

Eu, José Neto, fiquei conectado a AEA, devido a uma conferência realizada pela AEA, onde o também falecido Dr. Tokumboh Adeyemo, secretário-geral da AEA-África, foi convidado como prelector principal, na qual o desafio foi que precisamos ter acções concretas e não reacções e deixarmos de ser meros observadores. Comecei na AEA como voluntário para a elaboração de um jornal denominado “ O Intermediário”, e me envolvendo mais e mais, tornando-me funcionário da AEA, como Director do departamento de comunicação durante 7 anos, e fui seu Assistente durante 2 anos.
Foi nestas tarefas e funções que conheci o pastor Octávio, como secretário-geral, ele precisava comunicar-se com dezenas de instituições, igrejas e indivíduos, escrever era uma tarefa quase diária, como administrativo era um homem perfeccionista, ele escrevia todas as suas cartas a mão, porque queria ter a certeza do rigor gramatical e clareza nas cartas, num bom português de camões. Para evitar incompreensões.
Ele precisava sempre de auxílio com as máquinas como computador e máquina fotocopiadora. Ele ficava preocupado, quando ficasse sozinho no escritório, porque ele não saberia como tirar cópias se precisasse ou fazer uma outra coisa com uma outra máquina. Por isso, oferecia logo boleia até a porta da casa a pessoa que se dispusesse a ficar, para auxiliar-lhe com as máquinas.
Uma das outras tarefas como secretário-geral era ler e estudar as dezenas de dossiers, das igrejas para auxiliar nos diferentes conflitos. Algumas das vezes, os seus sentimentos, de desaprovação de discordância com um dos lados em conflitos era evidente, também foi tachado com vários nomes, devido os seus posicionamentos. Mas uma decisão tinha que ser tomada, as vezes não era a mais acertada, após uma análise mais fria.
A negociação com instituições eclesiásticas e doadoras do exterior também fazia parte da sua agenda laboral, por isso dezenas de viagens, foram realizadas, nos vários continentes, ele lutou bastante com o seu inglês falado.
Em conclusão, posso afirmar sem medo de errar, que Octávio Fernando e Augusto Chipesse como secretário-geral do CICA, foram os líderes protestantes de organizações Eclesiásticas (AEA e CICA) que muito fizeram para unir a família protestante em vários projectos conjuntos durante o período da guerra civil e após guerra civil, na qual a reunião histórica dos dirigentes protestantes após independência denominado o “EDICA” ficou como uma marca deste período.
Por isso, como legado como secretário-geral, deixado pelo pastor Octávio Fernando acredito que foi o trabalho conjunto com as igrejas protestantes no seu todo, sem perder a sua identidade.

José Neto
Feito em Luanda, 12 de Março de 2015.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: